Liminar determina que INSS aceite laudos externos

A 4.ª Vara da Justiça Federal, em Campo Grande (MS), concedeu liminar, nesta quarta-feira, ao Ministério Público do Estado determinando que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) aceite laudos periciais de qualquer médico de estabelecimento hospitalar conveniado com o Serviço Único de Saúde (SUS), como forma de superar o problema criado para os segurados pela greve dos médicos-peritos do INSS.O Ministério da Previdência, porém, divulgou à noite, por meio de sua Assessoria de Imprensa, um alerta: embora a decisão judicial tenha alcance nacional, por enquanto só está em vigor em Mato Grosso do Sul. Segundo um procurador da Previdência em Brasília, a liminar só entra em vigor no País inteiro depois que a Justiça enviar intimação a todas as unidades do INSS nos Estados.A liminar foi concedida no julgamento de ação civil pública movida pelo Ministério Público de Mato Grosso do Sul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.