Liminar reduz alta de telefone

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) conseguiu na Justiça Federal liminar contra o reajuste de tarifas telefônicas no Estado de São Paulo, que passaria a vigorar ontem (veja link abaixo). A liminar suspende apenas as correções que superaram o Índice Geral de Preços (IGP-DI) de maio, que foi de 14,21%. Ela se aplica às assinaturas residencial e não-residencial, que sofreram reajuste de 19,88% e 24,47%, respectivamente. Todos os demais itens tarifários, como habilitação e pulso, passaram a ser cobrados com correção desde ontem. A Telefônica vai recorrer da decisão judicial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.