Linha de penhor da Caixa emprestará R$ 5,4 bi em 2008

Volume é 12,5% maior que o movimentado no ano passado; linha é uma das mais tradicionais da Caixa

Agência Estado,

11 de janeiro de 2008 | 14h08

A linha de penhor da Caixa Econômica Federal planeja emprestar R$ 5,4 bilhões durante o ano de 2008, volume 12,5% maior que o movimentado no ano passado, quando a instituição bancária emprestou R$ 4,9 bilhões. No ano passado, os empréstimos realizados por meio do penhor já haviam crescido 8,6% sobre 2006, quando os empréstimos somaram R$ 4,5 bilhões. A linha de penhor é uma das mais tradicionais e populares da Caixa. O valor médio dos empréstimos é de R$ 570, e a meta, para este ano, é realizar 9,5 milhões de empréstimos, 6,2% a mais que no ano passado. Em pesquisa realizada pelo banco, os usuários responderam que optam pelo penhor, entre diversas possibilidades de crédito no mercado, em razão da rapidez na liberação do dinheiro (28,26%), juros baixos (18,8%), ausência de burocracia (11,6%) e possibilidade de renovar o empréstimo (7%). Para se obter um empréstimo de penhor, basta apresentar documento de identidade, CPF e comprovante de residência, além do bem que servirá de base para a operação, que são, geralmente, jóias, relógios de alta joalheria e canetas de elevada qualidade e valor. O empréstimo corresponde a 80% do valor do bem penhorado, que pode variar entre R$ 50 e R$ 50 mil. A taxa de juros do Penhor é de 2,08% ao mês para a faixa de até R$ 300,00 e 2,12% ao mês para os empréstimos acima desse valor, com prazo máximo de pagamento de 180 dias. O micropenhor, para quem não possui saldo médio mensal em conta corrente ou aplicação financeira acima de R$ 3 mil, é limitado a R$ 1.000, com taxa de juros de 1,8% ao mês e prazo máximo para pagamento de até 180 dias. O valor médio de empréstimo é de R$ 290. O montante alcançou a marca de R$ 1,7 bilhão, dos quais R$ 550 milhões foram emprestados no ano de 2007.

Mais conteúdo sobre:
CaixaPenhor

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.