Liqüida São Paulo começa na sexta

O presidente da Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), Nabil Sahyoun, anunciou o início do 7º Liqüida São Paulo, que reunirá, de 18 a 27 deste mês, 15 mil lojas em uma liqüidação conjunta. A expectativa é de que as vendas aumentem 12% em relação a agosto do ano passado, quando foi realizada a quinta edição do evento. O Liqüida São Paulo acontece duas vezes por ano, em fevereiro e agosto, períodos de entressafra das coleções. Esta é a última oportunidade do lojista queimar seus estoques. Neste ano, a Alshop conseguiu a adesão de 39 shoppings na Grande São Paulo, o equivalente a 80% dos estabelecimentos. Para a próxima liqüidação, em fevereiro, a entidade espera a participação de 95% dos empreendedores. De acordo com Sahyoun, os 20% de shoppings que não aderiram à campanha têm liqüidações próprias.Empresas participantes terão carência de 30 dias no ICMSO grupo Plaza, que reúne os shoppings West Plaza, Plaza Sul, Paulista e Pátio Higienópolis, só estará presente no ano que vem. No entanto, mesmo que o shopping não participe da campanha, o lojista pode aderir à liqüidação individualmente. As empresas participantes do Liqüida São Paulo terão carência de 30 dias no pagamento do ICMS, a partir de uma iniciativa do governo para promover o evento. O investimento em marketing para a campanha é de R$ 2 milhões, sendo que R$ 1 milhão corresponde a um patrocínio do Banco do Brasil e R$ 1 milhão equivale a um plano de divulgação realizado junto aos meios de comunicação. A Alshop também usa o site Liqüida São Paulo (confira no link abaixo) para divulgação das melhores ofertas, com mais de 300 produtos cadastrados. Dia dos Pais: vendas aumentaram 8,5% nos shoppingsNo último domingo, Dia dos Pais, as lojas de shopping tiveram aumento de 8,5% nas vendas, ante o mesmo período do ano passado, em todo o território nacional. A expectativa de crescimento era de 6% a 7%.No primeiro semestre, as vendas cresceram 9%, em comparação ao mesmo período de 1999. Para o presidente da Alshop, a economia passa por um momento positivo. Ele declarou que o setor deve encerrar o ano com faturamento R$ 39,6 bilhões, nos 506 shoppings do País, um aumento de 10% a 12% ante 1999.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.