Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Livro Bege relata expansão ''''moderada''''

Documento serve de base para BC dos EUA definir rumo dos juros

Dow Jones Newswires, O Estadao de S.Paulo

07 de julho de 2026 | 00h00

A economia dos Estados Unidos continuou a se expandir em ritmo moderado em junho e no início de julho, apesar da crise no mercado de moradias. É o que diz o Livro Bege, divulgado ontem pelo Federal Reserve (Fed, o banco central americano). Trata-se de um sumário sobre as condições da economia, que servirá de base para as decisões de política monetária a serem tomadas na próxima reunião do Comitê de Mercado Aberto do Fed (Fomc), em 7 de agosto.Sete dos 12 distritos acompanhados pelo Fed relataram crescimento ''''moderado'''' ou ''''modesto''''. O de Dallas, por exemplo, informou que a economia regional estava forte, mas que o crescimento havia ''''desacelerado''''. Os distritos de Boston e Atlanta relataram crescimento ''''variado'''' ou ''''misto''''.Segundo o relatório, os gastos dos consumidores, em geral, ''''cresceram a um ritmo moderado'''', mas ''''vários distritos indicaram que as vendas foram mistas ou abaixo das expectativas''''. Nos distritos de Nova York, Atlanta, Kansas City e Dallas, as vendas ficaram estáveis ou abaixo das expectativas.Vários distritos indicaram que os preços da gasolina restringiram os gastos dos consumidores. As vendas de veículos novos ficaram ''''estáveis'''' ou ''''sem brilho'''' em várias regiões, diz o documento. O texto também informa que ''''a maioria dos distritos relatou que a atividade nas áreas de construção e vendas de imóveis residenciais continuou a declinar''''.O de Nova York, por sua vez, relatou que o mercado de imóveis teve desempenho misto, porém estável. Os mercados de imóveis comerciais ''''em geral, estiveram mais ativos do que no período do informe anterior''''.Quanto ao mercado de mão-de-obra, o Livro Bege afirmou que ''''o nível de emprego continuou a crescer na maioria das regiões e em muitos setores da economia''''. Sete distritos relataram ''''falta de trabalhadores especializados em várias indústrias, incluindo varejo, construção, manufatura, contabilidade e engenharia''''.Apesar das contratações, ''''muitos distritos descreveram os ganhos de salários, em geral, como moderados e/ou similares ao período do informe anterior''''.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.