Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Lobão: Brasil vai importar mais energia da Venezuela

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, afirmou que o governo brasileiro firmou um novo acordo de intercâmbio de energia elétrica com a Venezuela. "Poderemos importar 3 mil megawatts médios da Venezuela, porque o regime de chuvas de lá é diferente daqui", afirmou o ministro, destacando o complemento entre os regimes hidrológicos dos dois países. Entretanto, o acordo não surtirá efeito no curto prazo. Segundo Lobão, a importação de grandes volumes da Venezuela dependerá de construção de uma nova linha de transmissão de energia entre os dois países. "Fizemos na semana passada o leilão da linha que vai de Tucuruí a Manaus. Essa linha seguirá daí até a Venezuela, que dividirá os custos de construção desse projeto. Portanto, isso é algo para daqui a três anos", explicou. Segundo ele, a energia a ser importada pelo Brasil virá da hidrelétrica Guri.O ministro ainda revelou que um acordo firmado entre Brasil e Peru na área energética prevê que a Eletrobrás construa 15 hidrelétricas do lado peruano, totalizando uma potência de 20 mil megawatts. Segundo Lobão, esses projetos serão construídos por construtoras brasileiras, em parcerias com empresas peruanas. "Importaremos essa energia, porque o Peru não precisa dela", afirmou o ministro.

WELLINGTON BAHNEMANN, Agencia Estado

30 de junho de 2008 | 17h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.