Lobão celebra fato de Petrobras não ter sido privatizada

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, fez hoje um discurso "agradecendo a Deus" pelo fato de a estatal petrolífera Petrobras não ter sido privatizada no passado. "Se isso tivesse acontecido, se a empresa não estivesse nas mãos do povo brasileiro, este investimento poderia não estar sendo feito hoje", falou o ministro para mais de 700 pessoas que se aglomeraram hoje embaixo de uma lona na zona rural de Itaboraí (RJ) para o lançamento das obras de terraplenagem do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), que receberá investimentos de US$ 8,4 bilhões."O impacto desse empreendimento é algo nunca visto nessa região. Eu garanto que dentro de alguns anos não haverá um brasileiro desempregado nesta região", disse o ministro que celebrou também em seu discurso a "retomada da petroquímica brasileira", com a construção do Comperj. Segundo ele, o complexo petroquímico vai trazer a auto-suficiência do Brasil neste setor. "Economizaremos US$ 2 bilhões em produtos que não mais precisaremos importar", disse no evento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.