Lobão: contrato de Itaipu 'não comporta modificações'

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse hoje que o contrato firmado entre Brasil e Paraguai relativo à usina hidrelétrica de Itaipu "não comporta modificações". Ele acrescentou que o contrato em vigor entre os dois países "está produzindo bons resultados para o Brasil, sim, mas também para o Paraguai".Lobão disse que não pretende opinar sobre as eleições paraguaias, já que "cada qual tem sua autonomia, independência, soberania", mas destacou que considera que o contrato de Itaipu foi firmado "como uma das concepções mais engenhosas que o mundo conhece em termos de parceria internacional".Os principais candidatos à Presidência do Paraguai, cujas eleições serão realizadas no próximo domingo, fazem promessas de campanha de renegociar o acordo feito durante a construção da usina, nos anos 70, que hoje leva o país, segundo eles, a gastar US$ 1,1 bilhão por ano no pagamento de sua parte da obra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.