Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Lobão descarta mudanças na regras de partilha

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse nesta segunda-feira, 21, que o governo federal não estuda alterar as condições do regime de partilha neste momento, apesar do leilão de Libra ter sido disputado por um único consórcio. "No momento, não consideramos essa necessidade (de alterar a lei)", afirmou o ministro, em coletiva de imprensa após o resultado do leilão de Libra.

WELLINGTON BAHNEMANN; SABRINA VALLE E MÔNICA CIARELLI, Agencia Estado

21 de outubro de 2013 | 16h32

Lobão disse que é natural que ajustes sejam feitos de um leilão para o outro, mas que o governo não vê necessidade de ser mudar a lei. Entre os pontos mais criticados do modelo de partilha são a exigência de que a Petrobras seja a operadora de todos os campos com 30% de participação e que o governo tenha grande poder de ingerência no consórcio por meio da estatal PPSA.

Ele afirmou que o resultado do leilão não frustrou o governo. "Estamos bastante satisfeitos com o resultado."

Tudo o que sabemos sobre:
pré-salleilãopartilha

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.