Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Lobão desconhece número de consórcios em leilão

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse há pouco que não tem informação sobre a quantidade de consórcios que vão participar do leilão do campo de Libra na segunda-feira. "Mas isso importa pouco; o importante é ter participante", disse. Ele citou ainda um provérbio chinês: "O importante não é a cor do gato, mas se ele é capaz de caçar o rato".

CÉLIA FROUFE E JOÃO VILLAVERDE, Agencia Estado

19 de outubro de 2013 | 17h05

Lobão avaliou há pouco como positiva a participação de empresas internacionais no leilão do campo de Libra. "Consideramos que a vinda de empresas estrangeiras é positiva. Segunda-feira será dia de fundamental importância para o Brasil, para o povo, a saúde e a educação do Brasil", enumerou.

O ministro salientou que a produção de gás após o leilão será de 120 bilhões de metros cúbicos. Parte desse gás, de acordo com ele, será reinjetada nas plataformas, parte será reutilizada como energia e outra parte virá para o consumo. "Estamos diante de uma madrugada esplêndida", considerou.

Tudo o que sabemos sobre:
Pré salLobãoparticipantes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.