Lobão diz que estádios terão abastecimento adequado

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, garantiu nesta segunda-feira, 9, que todos os estádios da Copa do Mundo - que começa daqui a três dias - estão abastecidos adequadamente de energia elétrica. "Posso garantir que não teremos nenhuma dificuldade durante o Mundial. Não haverá surpresa desagradável, temos energia para atender todas essas fontes", disse o ministro, após reunião com representantes das distribuidoras e das transmissoras de eletricidade que atendem as 12 cidades que receberão o evento.

EDUARDO RODRIGUES E ANNE WARTH, Agência Estado

09 de junho de 2014 | 17h01

"Fizemos um balanço final das providências para garantir a segurança do suprimento de energia durante o Mundial", afirmou. Segundo ele, apesar de a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) ter identificado diversos atrasos em projetos de construção e reforço de linhas e subestações, Lobão disse que todos os problemas localizados pelo órgão regulador já foram solucionados.

Para o ministro, o que não ficou pronto não era imprescindível para o Mundial. "Os problemas foram todos resolvidos, inclusive em Manaus. Onde alguma providência não foi tomada, chegou-se à conclusão de que essas obras não eram indispensáveis", argumentou. De acordo com Lobão, desde 2010 foram realizadas mais de 200 obras nas cidades-sede: Brasília, São Paulo, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Curitiba, Porto Alegre, Salvador, Recife, Fortaleza, Natal, Cuiabá e Manaus.

"Atendemos a todos os requisitos estabelecidos no acordo com a Fifa. Temos suprimento de energia redundante nos estádios, ou seja, duas estações, uma de cada lado das arenas. Além disso, temos a possibilidade de geração interna nos estádios", completou Lobão.

Tudo o que sabemos sobre:
CopaenergiaLobão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.