Lobão: governo quer construir 6 hidrelétricas binacionais

O governo federal identificou a possibilidade de construção de seis usinas hidrelétricas binacionais, sendo três delas na fronteira com a Argentina, duas em continuação do complexo do Rio Madeira, nos limites com a Bolívia, e uma no território do Peru. O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse hoje em entrevista no Rio, que no próximo mês pretende reunir-se com ministros e presidentes dos três países para discutir e detalhar melhor o assunto. "Com a Argentina e a Bolívia nós já havíamos travado algum contato, mas com o Peru, é tudo muito embrionário", disse o ministro, após fazer uma visita técnica à Empresa de Pesquisa Energética (EPE). A idéia, segundo ele, é que juntas estas usinas tenham capacidade para gerar 10 mil megawatts (MW).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.