Lobão não confirma potencial da reserva Pão de Açúcar

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, não quis comentar a informação de que teria sido descoberta, na Bacia de Santos, a reserva de petróleo Pão de Açúcar, com 33 bilhões de barris de óleo recuperáveis, que, se confirmada, seria a terceira maior do mundo e cinco vezes o tamanho do campo de Tupi, na mesma bacia. O anúncio foi feito hoje pelo diretor-geral da Agência Nacional de Petróleo (ANP), Haroldo Lima, em seminário promovido pela Fundação Getúlio Vargas, no Rio, e provocou alta de mais de 7% nas ações preferenciais (PN) da Petrobras. A operadora do bloco Pão de Açúcar é a Petrobras, com 45% de participação, em parceria com a BG (30%) e a Repsol (25%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.