Lobão: povo deve esperar solução para conta de energia

O ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, disse, na manhã de hoje, em Salvador, que a população deve confiar no governo e esperar a solução para o caso da cobrança indevida de tarifas de energia elétrica - que vem ocorrendo desde 2002, segundo apurado pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

TIAGO DÉCIMO, Agencia Estado

06 de novembro de 2009 | 13h58

"Junto com a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), estamos estudando a situação com todo o cuidado, vendo se há, de fato, problemas, como tudo indica que há", contou Lobão. "No que se verificar que o consumidor foi prejudicado, ele deve ter uma solução daqui para frente, ficando o passado para ser mais bem examinado, mas com rapidez."

Quando perguntado se seria o caso de consumidores entrarem na Justiça buscando ressarcimento do que teriam pagado a mais nas contas, Lobão avaliou que é "mais conveniente esperar e confiar na Aneel e no governo". "Se existe um problema, nós vamos procurar a solução", afirmou o ministro.

Tudo o que sabemos sobre:
energiaLobão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.