Lobão: 'Vale, de algum modo, continua sendo estatal'

O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, disse hoje que "de algum modo" a Vale continua sendo uma empresa estatal. "Pouca gente sabe que ela (a Vale), de algum modo, ainda continua sendo uma estatal porque quarenta e pouco por cento dela pertencem aos fundos de pensão do Banco do Brasil e da Caixa, que são, de algum modo, do poder público. E cerca de 12% pertencem ao BNDES", disse.Em discurso na cerimônia de lançamento do Programa Nacional de Extensionismo Mineral, a uma platéia formada em parte por garimpeiros, Lobão disse que somando todas as participações, o poder estatal ainda tem, de um modo ou de outro, mais de 50% da Vale. "Embora o comando e a direção da empresa, por estes artifícios de natureza legal, pertençam aos 8% que são detidos por determinado banco privado", ponderou.Um pouco depois do discurso, em entrevista, o ministro afirmou que não estava fazendo uma queixa com relação à gestão da Vale. "É apenas um registro. A Vale é bem dirigida e cresceu muito depois da privatização. Mas nós temos de ter consciência da presença do Estado nela", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.