Loral arremata direito de transmissão por satélite

A Loral Skynet do Brasil Ltda. arrematou ontem, na sede da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), em Brasília, o direito de exploração de satélite brasileiro para transporte de sinais de telecomunicações relativo à terceira etapa de licitação da Anatel. O valor ofertado foi de R$ 1,938 milhão e resultou em um ágio de 23,43% sobre o preço mínimo de R$ 1,570 milhão, estabelecido pelo edital. A posição orbital escolhida para receber o satélite geoestacionário, que se localiza em um ponto aparentemente fixo sobre a linha do Equador para um observador terrestre, foi a 63º Oeste. Atualmente, a Loral Skynet mantém em operação nessa posição o satélite Estrela do Sul. O novo satélite cobrirá 100% do território brasileiro, inclusive mar territorial e ilhas. Ele operará na Banda Ku, de 11,45 a 12,2 gigajertz(GHz) e 13,75 a 14,5 Ghz. Com isso, desde ontem, os três direitos ofertados pela licitação, iniciada em novembro de 2006, encontram-se arrematados, sendo os dois primeiros pela prestadora Star One, por R$ 6,1 milhões, em 24 de novembro de 2006, e R$ 3 milhões, no dia 14 de março de 2007. O resultado da terceira etapa da licitação ainda deverá ser homologado pelo conselho diretor da Anatel. O novo satélite iniciará sua operação comercial em um prazo de quatro anos contado da assinatura do termo de exploração, prevista para o primeiro trimestre de 2008.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.