Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

'Dinheiro esquecido': cidadão poderá receber valores em novos lotes; veja regras

Quantias de quem tem valores a receber indicados pelo BC poderão ser conhecidas a partir de 7 de março 

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de fevereiro de 2022 | 15h41

Quem tem quantias a serem sacadas por meio do Sistema Valores a Receber (SVR), criado para resgatar “dinheiro esquecido” em contas bancárias, terá mais de uma oportunidade para retirar os valores, segundo o Banco Central (BC). A diferença é que o dinheiro pode vir de contas não contempladas no lote original.  

Quem acessar o sistema a partir de 7 de março deste ano terá informações sobre o que poderá ser sacado, incluindo valores em conta corrente ou poupança encerradas com saldo disponível e recursos não procurados de grupos de consórcio encerrados. Porém, é apenas a partir da próxima fase, que ainda não teve data divulgada, que valores sob posse de entidades em liquidação extrajudicial e quantias em contas de pagamento pré-paga e pós-paga, por exemplo, poderão ser retiradas. A partir do dia 2 de maio, uma nova rodada será aberta para consulta ao sistema, a todos, inclusive a quem não tem nada a receber do primeiro lote. 

A estimativa do BC é que, no total, cerca de R$ 8 bilhões sejam resgatados. Para a 1ª fase, prevista para 7 de março, serão R$ 4 bilhões, para 28 milhões de pessoas. O restante irá para a próxima rodada. Recentemente, o Banco Central informou que, a partir de 2 de maio, uma nova consulta será aberta. 

Confira abaixo a lista completa do que irá entrar em cada fase dos saques, de acordo com informações do BC.  

O que está no Sistema Valores a Receber nesta primeira fase

  • Contas corrente ou poupança encerradas com saldo disponível
  • Tarifas cobradas indevidamente, desde que previstas em Termos de Compromisso assinados pelo banco com o BC
  • Parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente, desde que previstas em Termos de Compromisso assinados pelo banco com o BC
  • Cotas de capital e rateio de sobras líquidas de beneficiários de cooperativas de crédito
  • Recursos não procurados de grupos de consórcio encerrados

O que será incluído nas próximas fases do Valores a Receber

  • Tarifas cobradas indevidamente, não previstas em Termos de Compromisso assinados pelo banco com o BC
  • Parcelas ou obrigações relativas a operações de crédito cobradas indevidamente, não previstas em Termos de Compromisso assinados pelo banco com o BC
  • Contas de pagamento pré-paga e pós-paga encerradas com saldo disponível
  • Contas de registro mantidas por sociedades corretoras de títulos e valores mobiliários e por sociedades distribuidoras de títulos e valores mobiliários para registro de operações de clientes encerradas com saldo disponível
  • Entidades em liquidação extrajudicial
  • FGC
  • FGCoop

Como sacar meu “dinheiro esquecido”?

A divisão de agendamentos se dará de acordo com o ano de nascimento - para pessoas físicas - ou de criação da empresa - para pessoas jurídicas.

  • Para datas de nascimento ou criação de empresas antes de 1968, o período de agendamento de consulta e resgate será entre 7 e 11 de março, com repescagem no dia 12
  • Para quem nasceu ou criou a empresa entre 1968 e 1983, o intervalo é de 14 a 18 de março, com repescagem no dia 19
  • Para pessoas nascidas ou empresas criadas após 1983, o agendamento ficará entre 21 e 25 de março, com repescagem no dia 26

Usuários que perderem a data do agendamento original e a repescagem poderão consultar ou solicitar o resgate do saldo existente a partir de 28 de março. 

Como saber se tenho 'dinheiro esquecido'?

Neste link, é possível consultar, com apenas CPF - ou CNPJ - e data de nascimento - ou data de abertura da empresa. 

Sem “dinheiro esquecido”. O que fazer?

A página oficial do Banco Central criada para consulta de "dinheiro esquecido", o Sistema de Valores a Receber (SVR), está informando para as pessoas que não possuem quantia a ser retirada nesta primeira consulta do sistema que, a partir de 2 de maio, uma nova rodada será aberta e que, nesta data, poderá ser realizada mais uma checagem para saber se há - ou não - valores para serem sacados. “A partir de 02/05/2022 você poderá fazer nova consulta e saber se terá valores a receber no próximo período”, diz o texto no site.

Quem acessar o sistema a partir de 7 de março deste ano terá informações sobre o que poderá ser sacado, incluindo valores em conta corrente ou poupança encerradas com saldo disponível, tarifas cobradas indevidamente e recursos não procurados de grupos de consórcio encerrados. Porém, é apenas a partir da próxima fase, que ainda não teve data divulgada, que valores sob posse de entidades em liquidação extrajudicial e quantias em contas de pagamento pré-paga e pós-paga, por exemplo, poderão ser retiradas. A partir do dia 2 de maio, uma nova rodada será aberta para consulta ao sistema, a todos, inclusive a quem não tem nada a receber do primeiro lote. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.