Louis Vuitton une Pelé,Maradona e Zidane

Em clima de Copa do Mundo, ex-jogadores são fotografados por Annie Leibovitz para campanha que já contou com ícones globais como Catherine Deneuve e Mikhail Gorbachev

Marili Ribeiro, O Estado de S.Paulo

22 de abril de 2010 | 00h00

Não foi fácil convencer três ícones do futebol mundial a protagonizarem a campanha publicitária da Louis Vuitton, a marca francesa de luxo do grupo LVMH. Pietro Beccari, vice-presidente mundial de marketing da companhia, contou que a empresa já tinha abordado os atletas, sem sucesso, mas que a proximidade da realização da Copa do Mundo ajudou desta vez.

"Assim que conseguimos convencer os dois primeiros, negociar com o terceiro ficou mais fácil", disse, sem revelar qual deles - o brasileiro Pelé, o argentino Diego Maradona ou o francês Zinedine Zidane - cedeu primeiro.

Os jogadores se encontraram no começo de março no Café Maravillas, em Madri, para a realização da foto. Foram retratados em uma amistosa partida de pebolim pelas lentes de Annie Leibovitz. O anúncio integra a premiada série da campanha Valores Essenciais, realizada desde 2007 e que já teve como estrelas os atores Sean Connery e Catherine Deneuve, o ex-presidente russo Mikhail Gorbachev e o cineasta Francis Ford Coppola.

Com a legenda "três grandes jornadas, um jogo histórico", a imagem exibe malas da marca no cenário e será exibida nas páginas de revistas a partir de junho, ao mesmo tempo em que no site louisvuittonjourneys.com estará disponível um bate-papo entre os três atletas. Nele, falam de suas carreiras, relembram as grandes partidas e trocam opiniões sobre o esporte que os tornou ídolos globais.

Mídia. O italiano Beccari entrou para o grupo LVMH em 2006 e participou do desenvolvimento dessa campanha. Embora não revele a verba investida, orgulha-se do sucesso que atinge, em especial por gerar muita resposta de mídia espontânea. A elegância das cenas e a relevância dos personagens garantem reproduções muito além das páginas pagas pela Louis Vuitton para divulgar seus produtos.

O executivo diz que o Brasil não é ainda um grande mercado para a marca, mas que tem enorme potencial. "Estamos monitorando o que acontece no País e dispostos a aumentar investimentos". A Louis Vuitton está há 20 anos no Brasil e acaba de inaugurar sua sexta loja, em Brasília.

Líder mundial em artigos de luxo, a marca Louis Vuitton nasceu com a fabricação de malas para viagem, em 1854.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.