finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Lucro da AB InBev sobe 75,3% no 1º trimestre

Conduzido pelo fortalecimento dos preços e um aumento nos volumes no Brasil e em seus principais mercados da América do Norte, o crescimento superou em US$ 30 mi as expectativas dos analistas 

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

30 de abril de 2012 | 09h00

LONDRES - A Anheuser-Busch InBev N.V. reportou que seu lucro líquido subiu 75,3% no primeiro trimestre, para US$ 1,69 bilhão, de US$ 964 milhões no mesmo período do ano passado, conduzido pelo fortalecimento dos preços e um aumento nos volumes no Brasil e em seus principais mercados da América do Norte. Os analistas tinham previsto um lucro líquido de US$ 1,39 bilhão. O lucro de 2011 foi afetado pelo um aumento dos impostos e inúmeros itens extraordinários, incluindo uma perda com swaps de taxas de juros.

Às 7h25 (de Brasília), as ações da companhia recuavam 1,42% na Bolsa de Frankfurt.

A receita da AB InBev aumentou para US$ 9,33 bilhões, de US$ 9 bilhões, ficando abaixo das previsões de US$ 9,35 bilhões. Em bases cambiais constantes e antes de itens excepcionais, a receita subiu 6,2% no primeiro trimestre. Segundo a Anheuser-Busch InBev, os volumes aumentaram 1,8%.

A companhia disse que seus negócios nos EUA continuaram a melhorar no primeiro trimestre, com o volume subindo 1,2%, e prevê que o volume no Brasil voltará a crescer neste ano fiscal, após um aumento do volume de 4% nos primeiros três meses do ano.

O lucro antes de juros, impostos, amortização e depreciação (Ebitda) aumentou para US$ 3,55 bilhões no primeiro trimestre, de US$ 3,41 bilhões no mesmo período do ano passado, em linha com as projeções dos analistas de um Ebitda de US$ 3,59 bilhões. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
AB InBevlucro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.