Lucro da Apple gera alta em ações de tecnologia na Ásia

A maior parte das bolsas asiáticas fechou a quinta-feira em alta, com o índice de referência do mercado sul-coreano em nível recorde, puxado pelo setor de tecnologia, na esteira da divulgação ontem do balanço da norte-americana Apple, e pelo setor de matérias-primas. O otimismo dos investidores refletiu-se no mercado de câmbio, onde as moedas da região ganharam terreno frente ao dólar. O dólar australiano, por exemplo, estabeleceu novo recorde de alta desde que a flutuação contra o dólar norte-americano foi adotada no país.

AE, Agencia Estado

21 de abril de 2011 | 10h35

O índice Nikkei, da Bolsa de Tóquio, fechou em alta de 0,8% aos 9.685,77 pontos. O índice Kospi da Coreia do Sul subiu 1,3% e fechou aos 2.198,54 pontos. O índice S&P/ASX 200 da Bolsa de Sidney, da Austrália, subiu 1,1% e terminou a sessão aos 4.913,8 pontos. O índice Hang Seng, da Bolsa de Hong Kong, avançou 1% e fechou aos 24.138,31 pontos. Na China, o índice Shanghai Composite encerrou com alta de 0,7% aos 3.026,67 pontos e o índice de referência da Bolsa de Taiwan avançou 1,6% para 8.957,65 pontos. O índice Sensex, da Índia, subiu 0,7% para 19.602,23 pontos.

Em Tóquio, as ações relacionadas a Apple avançaram, como a fabricante de chips Toshiba, que terminou o dia em alta de 1,9%, e a Elpida Memory, que avançou 3,6%. As ações do Softbank, um fornecedor exclusivo de produtos da Apple no Japão, caíram 0,4% após alta de 3,9% no dia anterior, em antecipação ao forte resultado da Apple.

A Apple divulgou que seu lucro do segundo trimestre fiscal cresceu 95% na comparação com igual período do ano anterior, impulsionado por um número recorde de vendas do iPhone e pela forte demanda por outros produtos, como o iPad. No trimestre encerrado em 26 de março, a Apple registrou lucro de US$ 6 bilhões, ou de US$ 6,40 por ação. A receita da companhia aumentou 83%, para US$ 24,67 bilhões, com 41% desse montante originado nos EUA.

As fabricantes de chips e fornecedoras de peças do iPhone subiram em Taiwan, como a Taiwan Semiconductor Manufacturing (+1,3%) e a Hon Hai Precision Industry Co (+1,4%). Em Seul, na Coreia do Sul, as ações da Samsung Electronics (+1,3%) e as da Hynix Semiconductor (+7,9%) ajudaram a levar o índice Kospi ao recorde. As ações de tecnologia compõem cerca de 30% do valor de capitalização de mercado do Kospi.

Na Austrália, os ganhos foram liderados pelo setor de matérias-primas, com a mineradora Rio Tinto em alta de 1,2% e a Mirabela Nickel somando 4%.

A alta do petróleo influenciou positivamente os papéis da petroleira chinesa Cnooc e da PetroChina, que fecharam com ganho de 2,2% e 1,9%, respectivamente, na Bolsa de Hong Kong; PetroChina subiu 0,4% em Xangai. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ÁsiabolsasApple

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.