Lucro da Apple quase dobra e soma US$ 11,6 bi no 1º trimestre

Companhia foi impulsionada pelas vendas maiores de iPhones e iPads, que avançaram, respectivamente, 88% e 151%

Andréia Lago, da Agência Estado,

24 de abril de 2012 | 17h55

 Texto atualizado às 18h14

NOVA YORK - O lucro líquido da Apple deu um salto de 94% no segundo trimestre fiscal deste ano, correspondente ao 1º trimestre do calendário, impulsionado pela venda acelerada de iPhones e iPads. A empresa lucrou US$ 11,62 bilhões no segundo trimestre, quase o dobro do lucro de US$ 5,98 bilhões registrado no mesmo período do ano passado.

O lucro por ação foi de US$ 12,30, em comparação com US$ 6,40 do segundo trimestre de 2011. Já a receita somou US$ 39,2 bilhões, um avanço de quase 59% perante os US$ 24,7 bilhões registrados um ano antes.

No after hours da Bolsa de Nova York, as ações da Apple dispararam após a divulgação do balanço. Após fecharem em queda de 2% no pregão regular, negociadas a US$ 560,28, os papéis da empresa eram negociados há instantes em alta de 7,36%, a US$ 601,50 por ação. Em 10 abril, a ação da companhia havia registrado sua cotação recorde, de US$ 644. Depois, passou a sofrer uma série de 'correções' e acumulou nove quedas em dez sessões, incluindo a desta terça-feira (o balanço foi divulgado após o fechamento do mercado).

A margem bruta da companhia passou de 41,4% para 47,4% no segundo trimestre.

No período, as vendas de iPhone continuaram a conduzir o crescimento das vendas e do resultado financeiro da Apple, com 35,1 milhões de unidades vendidas no período, o que representa um aumento de 88% em relação ao desempenho registrado no mesmo trimestre do ano passado.

As vendas do tablet iPad mais que dobraram em comparação com o ano passado, com 11,8 milhões de unidades vendidas, um avanço de 151%. No mês passado, a Apple começou a comercializar a terceira geração de iPads, o primeiro grande lançamento da companhia desde outubro, quando foi lançado a última geração do iPhone. Segundo a Apple, foi vendido um volume recorde de três milhões de unidades do tablet apenas no primeiro fim de semana do lançamento.

Também foram vendidos 4 milhões de computadores Macintosh, com aumento de 7% em comparação com o segundo trimestre do ano passado. Já as vendas de iPods registraram uma queda de 15% no período, repetindo desempenho dos últimos trimestres. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
AppleiPhoneiPad

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.