Lucro da Bayer cai 8% no primeiro trimestre

O grupo farmacêutico alemão Bayer teve queda de 8% em seu lucro líquido no primeiro trimestre deste ano, tomando como base o mesmo período de 2005, atingindo 600 milhões de euros. Segundo nota divulgada nesta quinta-feira, a companhia explicou que a queda foi um resultado da separação da sua ex filial Lanxess, que estava inclusa em seu balanço em 2005. Os resultados operacionais antes de juros e impostos (Ebitda), por sua vez, atingiram seu valor histórico mais alto, avançando 8,2% de janeiro a março, para 1,236 bilhão de euros (US$ 1,533 bilhão). Além disso, o volume de negócios subiu 11,8% frente aos números de 2005, para 7,494 bilhões de euros (US$ 9,293 bilhões). Maior contribuição Segundo a Bayer, a divisão que mais contribuiu para a evolução da companhia foi a de produtos farmacêuticos Bayer HealthCare, cuja receita aumentou 20,9% nos três primeiros meses de 2006, para 2,581 bilhões de euros (US$ 3,2 bilhões).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.