Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Lucro da BRF cresce 70% em 2011 e atinge R$1,36 bi

A Brasil Foods, maior exportadora global de carnes de aves, anunciou nesta quinta-feira lucro de 1,36 bilhão de reais em 2011, alta de 70 por cento na comparação com 2010.

REUTERS

22 de março de 2012 | 19h57

O forte crescimento nos ganhos de 2011 ocorreu apesar de uma redução no lucro no último trimestre do ano, para 121 milhões de reais, ante 360 milhões de reais no mesmo período de 2010.

No terceiro trimestre de 2011, a empresa de alimentos havia tido lucro líquido de 365 milhões de reais.

"A BRF fechou o ano de 2011 com resultados expressivos. A empresa superou as estimativas de crescimento de receitas líquidas e investimentos mesmo diante do cenário econômico instável que permeou o período no mercado internacional", afirmou a companhia em comunicado.

A empresa informou ainda que a receita líquida somou no ano passado 25,7 bilhões de reais, alta de 13,3 por cento ante 2010, "sustentadas principalmente pelo bom desempenho do segmento de carnes no mercado interno, da área de food services e do mercado externo".

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortização) em 2011 aumentou 23 por cento, atingindo resultado recorde de 3,2 bilhões de reais.

Em meio à alta dos insumos, os custos de produção sofreram forte pressão durante o ano com o aumento dos preços das principais matérias primas -no Brasil, o milho subiu 37,5 por cento e a soja, 14,7 por cento.

"Em contrapartida, as estratégias adotadas pela empresa, com foco no aumento de produtividade, na eficiência de vendas, política de gestão de preço e custos, além dos investimentos em inovação, minimizaram os impactos desta pressão", disse a empresa.

QUARTO TRIMESTRE

O Ebitda no quarto trimestre somou 920 milhões de reais, ante 959 milhões de reais no mesmo período de 2010.

Já a receita da BRF no quarto trimestre atingiu 7,09 bilhões de reais, alta de mais de 10 por cento na comparação com o mesmo período do ano anterior.

No mercado interno, a receita líquida foi de 4,3 bilhões de reais, aumento de 7,3 por cento, e o destaque ficou com os produtos elaborados/processados, que apresentaram crescimento de 12,5 por cento em valores.

As exportações totalizaram 2,79 bilhões de reais no quarto trimestre, avanço de 16,9 por cento.

(Por Fabíola Gomes; texto de Roberto Samora)

Tudo o que sabemos sobre:
COMMODSALIMENTOSBRFLUCRO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.