Lucro da Caixa cresce 60% no primeiro trimestre

A Caixa Econômica Federal obteve, no primeiro trimestre deste ano, um lucro líquido de R$ 343,6 milhões, 60% superior ao resultado de R$ 214,7 milhões obtido no mesmo período de 2002. Com um desempenho desses, a Caixa já pensa em antecipar para o Tesouro Nacional, ao final do primeiro semestre do ano, parte dos dividendos que por lei só é obrigada a destinar aos sócios ao término de cada exercício. No caso da Caixa, cujo único acionista é o Tesouro, toda a parcela a ser destinada do lucro vai para a União.Dando continuidade a uma prática iniciada no ano passado, a Caixa chamou hoje os analistas de mercado para apresentar os resultados. De acordo com a Caixa os indicadores contábeis indicam crescente melhora da saúde financeira da instituição, com crescimento das atividades sociais. O resultado bruto da intermediação financeira no período foi de R$ 2,26 bilhões, o dobro do aferido entre janeiro e março de 2002 em consequência do aumento do volume de negócios.Mesmo com resultados bons para apresentar, os auditores independentes, responsáveis pela análise dos dados da Caixa, fazem ressalvas. A KPMG Auditores Independentes ressalta que não foi possível avaliar se são suficientes ou não a provisão para perdas, no valor de R$ 3,19 bilhões, dos créditos que a Caixa tem a receber do Fundo de Compensação de Variações Salariais (FCVS). ?No atual estágio, o processo apresenta diversas inconsistências de dados e um conjunto de contratos pendentes de análise e conferência?, destacaram os auditores.Eles também chamaram a atenção para a pendência que a Caixa tem com o INSS e Receita Federal, referente à insuficiência no recolhimento das contribuições previdenciárias dos seus empregados e PIS/PASEP. De acordo com os auditores, a Caixa alegou que tem chance de êxito na defesa das duas autuações e que, mesmo assim, já realizou as provisões necessárias no montante de R$ 100 milhões para o INSS e de R$ 539 milhões para o PIS/PASEP.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.