Lucro da Cesp dobra no 1º trimestre, para R$ 56,5 mi

Receita operacional da companhia energética cresce 20,2% nos primeiros três meses do ano

Cesar Bianconi, da Agência Estado,

13 de maio de 2008 | 08h40

A Companhia Energética de São Paulo (Cesp) teve lucro líquido de R$ 56,5 milhões no primeiro trimestre de 2008, o que representa um crescimento de 100% sobre o lucro de R$ 28,2 milhões em igual período de 2007. A receita operacional líquida aumentou 20,2%, para R$ 588,658 milhões nos três meses até março. O resultado financeiro líquido ficou negativo em R$ 140,938 milhões, acima da despesa financeira de R$ 115,083 milhões há um ano. O lucro antes de despesas financeiras, impostos, depreciação e amortizações (Ebitda, na sigla em inglês) totalizou R$ 267,847 milhões, queda de 6,8% na comparação anual. A margem Ebitda caiu 13,2 pontos porcentuais, para 45,5%. A Cesp encerrou março com dívida total de R$ 6,319 bilhões, uma redução de 5,7% na comparação com dezembro de 2007. A dívida líquida no término do primeiro trimestre era de R$ 5,845 bilhões, queda de 0,2% em relação ao final de 2007. A Cesp é a maior empresa de produção de energia elétrica do Estado de São Paulo e a terceira maior do País. A potência instalada total é de 7.455 megawatts (MW) e possui seis usinas hidrelétricas. Leilão fracassado No final de março, o governo paulista tentou, pela terceira vez, realizar um leilão de privatização da companhia, com preço mínimo de R$ 6,6 bilhões. Mas nenhum grupo apresentou as garantias mínimas e o leilão fracassou. "O pessoal queria um valor menor, mas nós não vendemos na bacia das almas", afirmou o governador de São Paulo, José Serra, no dia 25 de março, na véspera do fracassado leilão. O governador argumentou que o governo "não cedeu às empresas e não diminuiu o preço da companhia".

Tudo o que sabemos sobre:
CespLucro de empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.