Reuters
Reuters

Lucro da Coca-Cola sobe para US$ 3,45 bi no 2º trimestre, mas receita recua

Países importantes como Rússia e Brasil em recessão, menor demanda dos consumidores na Europa e a desaceleração econômica na China afetam o desempenho da empresa

O Estado de S.Paulo

27 Julho 2016 | 10h14

NOVA YORK - A Coca-Cola registrou lucro de US$ 3,45 bilhões no segundo trimestre, ou US$ 0,79 por ação, resultado superior aos US$ 3,12 bilhões de lucro (US$ 0,71 por ação) obtidos em igual período do ano passado. Excluindo certos itens, o lucro por ação foi de US$ 0,60, o que superou a previsão de US$ 0,58 dos analistas ouvidos pela Thomson Reuters.

A receita caiu 5,1% na comparação anual, para US$ 11,54 bilhões, abaixo da previsão de US$ 11,64 bilhões dos economistas. Segundo a empresa, o câmbio foi responsável por uma queda de US$ 0,10 no lucro por ação da empresa no segundo trimestre deste ano. Às 9h03, a ação recuava 2,21% no pré-mercado em Nova York.

A empresa continuou a enfrentar a fraqueza no exterior, particularmente em países em desenvolvimento. A fraqueza em outros países afeta os resultados da Coca-Cola, com países importantes como Rússia e Brasil em recessão, menor demanda dos consumidores na Europa e a desaceleração econômica na China. O dólar mais valorizado também prejudica a companhia dos Estados Unidos, que gera cerca de metade de suas vendas no exterior, mas converte os resultados em dólares./DOW JONES NEWSWIRES

Mais conteúdo sobre:
Coca-cola

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.