Lucro da Daimlerchrysler sobe 3,8% no trimestre

O consórcio automobilístico germano-americano Daimlerchrysler teve aumento de 3,8% em seu lucro líquido no primeiro trimestre deste ano, tomando como base o mesmo período de 2005. O dado, divulgado nesta quinta-feira, mostrou que, no período, foram acumulados 299 milhões de euros (US$ 371 milhões). Segundo a companhia, o lucro operacional trimestral (Ebitda) atingiu 891 milhões de euros (US$ 1,105 bilhão), 41,8% a mais que no mesmo período do ano passado. No primeiro trimestre de 2006, fabricante de automóveis entregou 1,15 milhão de veículos, 6% a mais que no ano anterior. Mercedes A filial alemã do consórcio, Mercedes Car Group, teve perdas operacionais de 678 milhões de euros (US$ 841 milhões), faturando 28,9% a menos que no primeiro trimestre de 2005. No entanto, a Daimlerchrysler considerou que o grupo Mercedes melhorou "claramente" seus resultados operacionais se descontadas as perdas de 982 milhões de euros (US$ 1,218 bilhões) provocadas pela decisão de suspender a produção do modelo "Forfour". No final de março, o consórcio resolveu encerrar a produção deste automóvel e se concentrar no modelo principal da marca, o "Fortwo", para tornar a smart rentável a partir de 2007 e garantir seu futuro. 2006 O consórcio calculou que em 2006 terá lucro operacional de 6 bilhões de euros (US$ 7,440 bilhões), frente aos 5,2 bilhões de euros (US$ 6,448 milhões) de 2005. As previsões refletem os custos de aplicação do novo modelo de gestão do grupo, as reformas da linha Smart e um corte de pessoal na Mercedes Car Group, entre outros fatores. Corte A Daimlerchrysler decidiu cortar 8.500 postos de trabalho nas fábricas de sua filial alemã, e 6 mil na área administrativa de toda a companhia para reduzir custos de produção.

Agencia Estado,

27 Abril 2006 | 14h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.