Lucro da Ericsson mais do que dobra no 2º trimestre e atinge US$ 258 milhões

Apesar da alta, o resultado veio abaixo das expectativas do mercado; ações recuam mais de 5%

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

23 de julho de 2010 | 10h01

A sueca Ericsson, o maior vendedor mundial de equipamentos de rede, registrou um crescimento de seu lucro líquido no segundo trimestre que ficou abaixo das estimativas do mercado, visto que as vendas da companhia foram atingidas pela falta de componentes na indústria. Pouco depois das 9h (horário de Brasília), as ações da Ericsson recuavam 5,79%, cotadas a 81,30 coroas suecas.

O lucro líquido da Ericsson totalizou 1,88 bilhão de coroas suecas (US$ 258 milhões) no segundo trimestre, alta em comparação com os 831 milhões de coroas suecas no mesmo período do ano passado, quando os encargos com reestruturação pesaram sobre os resultados da companhia. O resultado ficou abaixo das estimativas dos analistas que esperavam um lucro de 2,73 bilhões de coroas suecas.

A companhia informou uma margem bruta de 37% no segundo trimestre. Excluindo os custos com reestruturação, a margem bruta aumentou para 39%, de 36,3% no mesmo trimestre de 2009, ficando abaixo dos 37,1% projetados pelo mercado.

As vendas da Ericsson recuaram para 48 bilhões de coroas suecas no segundo trimestre, de 52,14 bilhões de coroas suecas. O valor ficou abaixo das estimativas dos analistas, que esperavam vendas de 49,81 bilhões de coroas suecas.

O lucro operacional subiu para 3,02 bilhões de coroas suecas, de 1,21 bilhão de coroas suecas, também abaixo das expectativas de lucro operacional de 4,02 bilhões de coroas suecas. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ericssonbalançolucrotrimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.