Lucro da Exxon Mobil cresce 7% no trimestre

A companhia petrolífera Exxon Mobil, a maior por valor de mercado, fechou o primeiro trimestre do ano com um lucro líquido de US$ 8,4 bilhões, um aumento de 7% se comparado ao mesmo período do ano passado. Porém, segundo informou nesta quinta-feira a companhia, devido em parte à forte alta no preço do petróleo, o lucro por ação foi de US$ 1,37, abaixo dos US$ 1,47 esperados pelos analistas. Este resultado contrasta com os do fechamento de 2005, quando a Exxon Mobil bateu todas as expectativas ao registrar uma alta de 30% nos lucros, com valores recordes, de US$ 33,9 bilhões. Resultados distorcidos Os resultados, porém, estão distorcidos porque são comparados ao primeiro trimestre do ano passado, em que a empresa teve um faturamento de US$ 460 milhões devido à venda de sua participação na Sinopec. Se não fosse por este efeito, o aumento do lucro teria sido de 14%, próximo ao aumento anunciado pela concorrente ConocoPhillips, que foi de 13% . Críticas As petrolíferas estão sofrendo duras críticas nos últimos dias nos Estados Unidos de alguns legisladores e representantes dos consumidores, pelos lucros que estão obtendo graças ao impressionante encarecimento do petróleo. Coincidindo com a apresentação de resultados, a Exxon Mobil lançou uma campanha de imagem em que destaca que "seu êxito financeiro" é uma boa notícia para seus 2,5 milhões de acionistas, mas também para os que recebem suas pensões e aposentadorias. "Os lucros também são importantes para poder cumprir as necessidades energéticas do futuro, porque nos permite realizar investimentos vitais a longo prazo", diz a empresa, que assegura que nos últimos cinco anos investiu US$ 74 bilhões na busca de novas reservas naturais de petróleo. Por meio das atividades de prospecção e produção, a empresa obteve no primeiro trimestre um lucro operacional de US$ 6,38 bilhões, frente aos US$ 5,05 bilhões do mesmo período do ano passado. Quanto às atividades de refino e distribuição, influenciadas pela alta do preço do petróleo, o lucro chegou a US$ 1,27 bilhão, US$ 128 milhões a mais que no ano anterior.

Agencia Estado,

27 Abril 2006 | 16h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.