Lucro da Fosfértil cai 18% em 2000

A Fertilizantes Fosfatados (Fosfértil) fechou o ano passado com lucro líquido de R$ 98,2 milhões, um recuode 18% em relação a 1999. A receita líquida da empresa cresceu 5,78%, para R$ 925,809 milhões. A companhia afirmou, em relatório de administração, que seu faturamento pode ser considerado "satisfatório".Segundo a Fosfértil, houve aumento das importações de matérias-primas para fertilizantes. O comportamento, explicou, foi estimulado pelas condições oferecidas pelo mercado internacional e pelo que a empresa classificou como "distorção na política tarifária e tributária", incentivando as importações em detrimento da indústria nacional. As vendas físicas cresceram 3% em 2000, por conta do aumento da capacidade de produção e da maior eficiência na atuação comercial, segundo o relatório. Foram comercializadas 1,422 milhão de toneladas de fertilizantes fosfatados.A Fosfértil pretende investir US$ 85 milhões para ampliar sua participação no fornecimento de insumos fosfatados e nitrogenados à agricultura e à indústria nacional. A companhia prevê uma oferta adicional ao mercado de 600 mil toneladas de fertilizantes fosfatados. Do total de recursos estimados, US$ 24 milhões já encontram-se em fase de execução. O novo plano de investimentos inclui a construção de novas unidades produtivas nas fábricas de Catalão (GO) e de Uberaba (MG), além da ampliação da planta de Tapira (MG).Os recursos para o aumento de produção estão sendo feitos a um custo de US$ 500 por tonelada - ante patamar internacional de US$ 1 mil a US$ 1,2 mil -, devido ao aproveitamento da infra-estrutura existente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.