coluna

Louise Barsi: O Jeito Waze de investir - está na hora de recalcular a sua rota

Lucro da maior produtora de cimento do mundo cai 89%

Lucro da francesa Lafarge no tri passado caiu para € 40 milhões ante € 375 milhões no mesmo período de 2008

Danielle Chaves, da Agência Estado,

20 de fevereiro de 2009 | 15h41

A francesa Lafarge, maior produtora de cimento do mundo, cortou seus dividendos e anunciou planos para fazer uma emissão de direitos de € 1,5 bilhão (US$ 1,9 bilhão), depois de informar que seu lucro líquido caiu 89% no quarto trimestre de 2008. Mais cedo, outra empresa francesa do setor de construção, a fabricante de vidros e materiais Saint-Gobain, também informou que levantará € 1,5 bilhão em capital novo e cortará mais empregos.  Veja também: Empresas estrangeiras remetem menos lucros e reduzem investimento no BrasilAs medidas do empregoDe olho nos sintomas da crise econômica Dicionário da crise Lições de 29Como o mundo reage à crise O lucro da Lafarge no trimestre passado caiu para € 40 milhões (US$ 50,6 milhões), de € 375 milhões no mesmo período do ano anterior. A receita no trimestre, porém, subiu 7,2%, para € 4,65 bilhões (US$ 5,88 bilhões), de € 4,34 bilhões um ano antes. As ações da companhia fecharam em queda de 2,42% na Bolsa de Paris, a € 35,93. A Lafarge e a Saint-Gobain estão sendo afetadas negativamente pelo colapso dos mercados globais de construção, pressionados pela crise do crédito. O levantamento de capital por parte da Lafarge era esperado pelos analistas, já que a empresa possui € 16,88 bilhões em dívida líquida. "No contexto de um ambiente econômico e financeiro sem precedentes, nosso objetivo é reduzir rapidamente nossa dívida em 2009", afirmou o executivo-chefe da companhia, Bruno Lafont, em um comunicado. A dívida da Lafarge cresceu no ano passado em razão da aquisição da cimenteira egípcia Orascom. O executivo afirmou que vai dar início a um plano de ação de € 4,5 bilhões para melhorar a posição financeira da empresa. A companhia pretende aumentar os cortes de custos, diminuir os investimentos em 40%, obter ao menos € 1 bilhão com vendas de ativos e agir sobre o capital de giro, em uma tentativa de melhorar o fluxo de caixa durante este ano. A emissão de direitos, que será votada em uma reunião geral extraordinária marcada para 31 de março, está completamente subscrita e os dois maiores acionistas da empresa, a Bruxelles Lambert e a NNS Holding, concordaram em subscrever para € 500 milhões em ações, de acordo com a Lafarge.A companhia informou que o volume total de fundos disponíveis para o dividendo de 2008 vai cair € 400 milhões, o que se traduzirá em um dividendo de € 2 por ação, metade dos € 4 por ação pagos um ano antes. A Lafarge também afirmou que espera que as vendas de cimento fiquem estáveis ou caiam até 3% neste ano. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Lafargecimento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.