Lucro da Pepsi sobe 4,7% para US$ 1,15 bi

A fabricante de bebidas Pepsi anunciou hoje uma expansão de 4,7% em seu lucro líquido no primeiro trimestre deste ano, na comparação com igual período de 2007, ajudada pela continuação do crescimento do volume de vendas na Ásia, que superou a elevação dos custos de matérias-primas (commodities) e o enfraquecimento da economia dos EUA.A gigante do setor de bebidas e alimentos registrou lucro de US$ 1,15 bilhão entre janeiro e março deste ano, contra US$ 1,1 bilhão nos primeiros três meses do ano passado. Nas mesmas bases de comparação, a receita líquida da empresa aumentou 13%, para US$ 8,33 bilhões. A Pepsi enfrenta a elevação dos custos de óleos vegetais, grãos e outras commodities. A companhia agora prevê que os custos mundiais das commodities terão aumento de 9% a 10% no ano, acima da sua estimativa anterior, apresentada em fevereiro, que apontava para um aumento de 6%. A Pepsi reiterou sua meta de lucrar "pelo menos" US$ 3,72 por ação no ano, além de obter um crescimento de 3% a 5% no volume de vendas e de 9% na receita líquida.Para enfrentar o aumento dos custos, a Pepsi tem introduzido novos produtos, elevado preços e simplificado a produção. O lucro das operações de bebidas da Pepsi no continente americano cresceu 7%, com uma expansão de 6% no faturamento, apesar de uma queda de 0,6% no volume. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.