Lucro da Pepsico aumenta no trimestre

A Pepsico Inc., fabricante dos refrigerantes Pepsi-Cola, teve um lucro líquido de US$ 888 milhões (US$ 0,49 por ação) no segundo trimestre encerrado em 15 de junho de 2002, ante um lucro de US$ 798 milhões ( US$ 0,44 por ação) em igual período de 2001. As vendas no trimestre aumentaram para US$ 6,17 bilhões, de US$ 5,86 bilhões em 2001. A PepsiCo Inc. lucrou US$ 0,52 por ação "em bases comparáveis", com a adoção de normal contábil SFAS 142 e com a consolidação de joint venture na Europa no início do ano. A estimativa da Thomson First Call era de um lucro por ação de US$ 0,52 no segundo trimestre. O executivo-chefe da empresa, Steve Reinemund, atribuiu o resultado do período às sinergias da fusão com a Quaker, a sólida produtividade verificada nas divisões da empresa e o aumento da participação de mercado nos Estados Unidos. Por outro lado, o volume no segundo trimestre sofreu um impacto negativo por um declínio de 3% no volume da divisão Tropicana e por fatores como o fraco cenário macroeconômico na América Latina, em especial no Brasil e Argentina, e o boicote de produtos americanos no Oriente Médio. As informações são da agência Dow Jones.

Agencia Estado,

19 de julho de 2002 | 11h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.