Lucro da Royal Dutch/Shell cresce 48% em 2000

O conglomerado anglo-holandês de petróleo Royal Dutch/Shell Group informou elevação de 48% em seu lucro líquido durante 2000, conforme expectativa do mercado, para US$ 12,72 bi, de US$ 8,58 bi em 1999. Segundo o grupo, o ganho é resultado de intenso programa de corte nos custos implementado pela empresa, de alta nos preços do petróleo e melhor administração de seus negócios. A companhia informou também que lançará programa de recompra de ações, pelo qual pretende resgatar em 2001 entre 0,5% e 3,0% de seu capital emitido. As vendas do conglomerado cresceram para US$ 191,5 bi em 2000, de US$ 149,7 bi no ano anterior. O conselho do conglomerado propôs dividendo de 1,59 euro, de 1,51 euro em 1999, para os acionistas da Royal Dutch Petroleum Co., que tem participação de 60%. Aos acionistas da Shell Transport & Trading, que tem participação de 40% no grupo, foi proposto dividendo de 14,6 euros. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.