Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Lucro da Sadia sobe 143% no 1o semestre para R$205 mi

O lucro da Sadia, maior processadorade aves e suínos do Brasil, subiu 143 por cento no acumulado doprimeiro semestre do ano, atingindo 205,5 milhões de reais,informou a empresa nesta quinta-feira. Em igual período de 2006, a empresa havia lucrado 84,5milhões de reais, quando seu desempenho era afetado pelosproblemas com a gripe aviária em países consumidores. No segundo trimestre de 2007, o lucro líquido da empresacresceu para 109,3 milhões de reais, ante 17,5 milhões de reaisno mesmo período do ano passado. "O segundo trimestre do ano continuou marcado pelocrescimento do volume comercializado tanto no mercado externoquanto no Brasil, estimulado principalmente pela retomada dademanda por aves e pelo aumento sustentado nas vendas deprodutos industrializados", informou a empresa em comunicado.Segundo a Sadia, houve um "enfraquecimento dos temores globaisem relação à gripe aviária, e o resultado foi o aumento dademanda externa por carne de aves e, consequentemente, ocrescimento de 40,2 por cento na receita deste tipo de proteínaanimal". A Sadia registrou ainda um aumento na participação dosindustrializados no volume total no mercado interno, que passoude 73,5 por cento no segundo trimestre de 2006 para 82,6 porcento no trimestre encerrado em junho deste ano. A empresa informou ainda que o trimestre foi marcado poruma valorização do real frente ao dólar de 9,4 por cento emrelação ao mesmo período do ano anterior. "Apesar destecenário, nossa receita de exportações cresceu 45 por cento notrimestre e os preços dos embarques aumentaram, em média, 16,9por cento." A receita líquida da empresa nos primeiros seis meses doano atingiu 3,91 bilhões de reais, ante 3,04 bilhões noprimeiro semestre de 2006. No ano passado, além da aviária, a empresa também sofreucom o embargo russo aos suínos, reflexo de problemas com febreaftosa no Brasil. Em comunicado, a Sadia informou ainda que está finalizandoos investimentos na unidade produtiva na Rússia, que estarápronta para iniciar a produção de industrializados de aves,suínos e bovinos a partir do final deste ano. A Rússia é a principal importadora individual de carnes doBrasil. As ações da Sadia na Bovespa fecharam com baixa de 6,26 porcento nesta quinta-feira, em dia de queda geral no mercadoacionário, enquanto o índice registrou queda de 3,76 por cento. (Por Marcelo Teixeira e Roberto Samora)

REUTERS

26 de julho de 2007 | 18h24

Tudo o que sabemos sobre:
NEGOCIOSCOMMODSSADIAATUALIZA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.