Lucro da Schering cresceu 20% em 2000

O lucro líquido da indústria farmacêutica alemã Schering cresceu 20% em 2000, superando as estimativas dos analistas, apesar do prejuízo da Aventis Cropscience, na qual detém uma participação. A Schering teve um prejuízo de 59 mi de euros com sua participação de 24% na Aventis, mas essa perda foi atenuada pelos ganhos com investimentos financeiros, resultando em um lucro líquido de 327 mi de euros no ano passado, contra um ganho de 278 mi de euros de 1999. Os analistas previam que a companhia reportasse lucro dentro da faixa entre 306 mi de euros e 326 mi de euros. As vendas do grupo cresceram 22%, para 4,49 bi de euros no ano passado. O desempenho ficou abaixo das previsões, que giravam em torno de 4,53 bi de euros. Os dados das vendas são preliminares e incluem os resultados das vendas da CIS Bio International e da Mitsui Pharmaceuticals, adquiridas pela Schering, que foram consolidados a partir de abril de 2000. Os números também incorporam as vendas da norte-americana Diatide, que foram consolidadas nos relatórios financeiros da Schering, em novembro de 1999. Excluindo as aquisições, as vendas da empresa cresceram 17%. As vendas do Betaferon, utilizado no tratamento da esclerose múltipla e o medicamento mais vendido da empresa, aumentaram 31% no ano passado, para um total de 593 mi de euros. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.