Lucro da Siemens cresce 23% no 4ºtri, para US$ 2,08 bi

Ganhos com a comercialização de operações e corte de custos contrabalançaram o declínio das vendas

Danielle Chaves, da Agência Estado,

26 Janeiro 2010 | 08h25

O conglomerado alemão Siemens teve alta de 23% no lucro líquido do trimestre encerrado em 31 de dezembro de 2009, o primeiro trimestre fiscal da empresa, para 1,48 bilhão de euros (US$ 2,08 bilhões), de 1,2 bilhão de euros no mesmo período do ano anterior. O resultado foi impulsionado por 45 milhões de euros em ganhos com a venda de certas operações e pelo corte de custos, que contrabalançou o declínio das vendas.

 

O bastante observado lucro operacional dos negócios principais da Siemens - energia, indústria e cuidados com a saúde - cresceu 11%, para 2,26 bilhões de euros, superando a estimativa dos analistas, que era de 1,87 bilhão de euros. As vendas no trimestre caíram 12%, para 17,35 bilhões de euros, enquanto as encomendas recuaram 15%, para 18,98 bilhões de euros.

 

"As ações que tomamos nos estágios iniciais estão agora nos protegendo das atuais repercussões da recessão global", afirmou o executivo-chefe da companhia, Peter Loescher, em um comunicado. A Siemens reiterou que espera que suas vendas caiam e que o lucro operacional de seus principais setores fiquem em uma faixa entre 6 bilhões de euros e 6,5 bilhões de euros no ano fiscal de 2010, que termina em 30 de setembro.

 

A Siemens é uma referência para a indústria manufatureira mundial, com 402 mil funcionários em 190 países e produtos que vão desde equipamentos hospitalares, transporte e automação de fábricas até turbinas de energia. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
Siemens lucro quarto trimestre

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.