Lucro da Telefónica quase dobra no trimestre da crise

Ganho líquido de 2 bilhões de euros contra 1,08 bilhão em 2007 se deve a desempenho na América Latina

Clarissa Mangueira, da Agência Estado,

26 de fevereiro de 2009 | 08h55

A gigante espanhola das telecomunicações Telefónica anunciou, nesta quinta-feira, que seu lucro líquido subiu 89% no último trimestre de 2008, quando estourou a crise financeira mundial, em comparação ao mesmo período do ano anterior, quando o resultado ficou comprimido por gastos decorrentes de uma reestruturação envolvendo funcionários de categoria superior. O resultado melhor foi ainda atribuído ao desempenho na América Latina. Mas a companhia revisou em baixa sua projeção de resultado para este ano.   Veja também: As medidas do emprego De olho nos sintomas da crise econômica  Dicionário da crise  Lições de 29 Como o mundo reage à crise    A empresa disse que registrou lucro líquido de 2 bilhões de euros (US$ 2,543 bilhões) no quarto trimestre do ano passado, em comparação com 1,06 bilhão de euros no mesmo período do ano anterior. O resultado superou a estimativa dos analistas que esperavam um lucro líquido de 1,8 bilhão de euros.O lucro operacional antes da depreciação e amortização aumentou 29%, para 5,89 bilhões de euros (US$ 7,49 bilhões) no período. O dado é o principal indicador de lucratividade da companhia. Para 2009, a companhia prevê lucro operacional antes de depreciação e amortização e receitas apresentando crescimento entre 1% e 3%.A receita total da companhia subiu 2,6%, para 14,8 bilhões de euros (US$ 18,82 bilhões). A Espanha corresponde a um terço da receita da Telefónica. A América Latina responde por outro terço e o restante é proveniente de outras unidades europeias, principalmente Alemanha e Reino Unido. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
TelefónicabalançosAmérica Latina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.