Lucro da TV Globo cresce 808% no 1º semestre do ano

A TV Globo, maior rede de televisão do País, registrou lucro líquido de R$ 135,735 milhões no primeiro semestre do ano, com aumento de 808% em relação ao contabilizado em igual período do ano passado, segundo balanço divulgado hoje pela companhia.Conforme dados do balanço, a receita bruta da empresa somou R$ 2,385 bilhões nos seis primeiros meses do ano, com aumento de 17,43% sobre igual período de 2004. A receita líquida, após os descontos dos impostos e das comissões das agências de publicidade, ficou em R$ 1,949 bilhão, com aumento de 16,05% sobre os R$ 1,680 bilhão de janeiro a junho de 2004.Fatos relevantesA empresa informou que as autoridades brasileiras aprovaram a proposta do grupo de unir as operações da Globopar com as da TV Globo, formando uma só empresa. Outro fato relevante foi a conclusão do processo de reestruturação financeira da Globopar, escalonando os prazos de pagamentos por até cinco anos. A empresa estava em default (calote) desde dezembro de 2002, quando o dólar atingiu níveis recordes, afetando a sua capacidade de pagamento.Além do aumento das receitas, a rede de televisão da família Marinho conseguiu conter os custos no semestre passado, inclusive o pagamento de aluguéis à Globopar, braço financeiro do grupo, dono dos imóveis e dos equipamentos utilizados pela TV Globo na produção de seus programas de televisão.Nos primeiros seis meses de 2004, a TV Globo pagou à Globopar R$ 205 milhões a título de aluguel e esse valor caiu para R$ 187 milhões no primeiro semestre deste ano.CustosOs maiores custos da TV Globo continuam sendo os referentes aos custos de produção dos programas e do jornalismo, que absorveram R$ 1,006 bilhão nos primeiros seis meses deste ano, com aumento de 14,27% sobre igual período de 2004. As despesas e custos totais somaram R$ 1,78 bilhão, com aumento de 4,99% no período.Os auditores que assinam o balanço fazem ressalva de que a empresa contabilizou um ganho fiscal no valor de R$ 125,756 milhões no semestre passado. Esse ganho, porém, estaria superestimado, na avaliação da auditora Maria Helena Petterson, da Ernst Young Caso esse ganho não fosse contabilizado, a TV Globo praticamente não teria registrado lucro no semestre passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.