Lucro da Vale do Rio Doce cai 18% no primeiro trimestre

O lucro líquido da Vale do Rio Doce no primeiro trimestre deste ano foi de R$ 954 milhões, uma queda de 18,04% em relação a igual período do ano passado. O resultado ficou abaixo da média das previsões de mercado, que apontava lucro de pouco mais de R$ 1,1 bilhão. Em comunicado à Bovespa, a mineradora informou que o resultado foi prejudicado pelo aumento dos custos e despesas e pela apreciação de 5,37% do real frente ao dólar, além da amortização de R$ 183 milhões de uma dívida feita para a compra da mineradora Samitri em 2000.Mesmo tendo atingido um faturamento maior, a mineradora sofreu os efeitos do aumento de 55% das despesas operacionais, que passaram de R$ 285 milhões nos primeiros três meses de 2003 para R$ 440 milhões, no resultado deste início de ano. As vendas de minério somaram 43,256 milhões de toneladas, um incremento de 18,9% em relação ao mesmo período do ano passado e uma queda de 3,4% frente ao último trimestre de 2003. A empresa destacou, no comunicado, que o incremento nas vendas refletiu também o aquecimento do mercado internacional. Já a queda em relação ao último trimestre de 2003 ocorreu, segundo a companhia, por fatores sazonais. As exportações do grupo somaram US$ 1,012 bilhão, um incremento de 26,7% em relação ao primeiro trimestre do ano passado. As exportações líquidas (descontados os gastos com importações) atingiram US$ 864 milhões e representaram 14% do superávit da balança comercial do Brasil acumulado nos três primeiros meses do ano. O principal mercado consumidor continua sendo a China, que comprou 5,8 milhões de toneladas, 18,1% do volume exportado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.