bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Lucro da Wal-Mart caiu 26% no segundo trimestre

O lucro da Wal-Mart, maior rede no varejo do mundial, caiu 26% no segundo trimestre fiscal, devido em parte a um encargo extraordinário pela venda de seu negócio na Alemanha.No trimestre que terminou em 31 de julho, a companhia registrou lucro líquido de US$ 2,083 bilhões (US$ 0,50 por ação), comparado aos US$ 2,805 bilhões (US$ 0,67 por título) do mesmo período do ano anterior.É a primeira queda que a empresa registra em seu lucro trimestral em mais de uma década.A empresa teve um encargo extraordinário de US$ 863 milhões associado à venda de seus ativos na Alemanha à empresa atacadista alemã Metro.Excluindo essa e outras verbas extraordinárias, o lucro ficaria em US$ 2,984 bilhões (US$ 0,72 por ação), alinhado com o previsto pelos analistas de Wall Street e 4,6% acima do contabilizado no mesmo período de 2005.ReceitaA receita total por vendas superou os US$ 85,43 bilhões, o que representa um aumento de cerca de 11% em relação ao mesmo período do ano anterior.Lee Scott, conselheiro delegado da companhia, reconheceu que os resultados não eram favoráveis e, no caso dos Estados Unidos, ressaltou o efeito negativo que os altos preços da energia tinham no ânimo de compras dos consumidores.As vendas nas lojas da Wal-Mart no mercado americano superaram os 6,9% e alcançaram os US$ 55,389 bilhões, enquanto em suas operações internacionais cresceram 31,9%, para US$ 18,663 bilhões.A empresa prevê ganho operacional de US$ 0,59 a US$ 0,63 por título no terceiro trimestre e de US$ 2,88 a US$ 2,95 por ação em todo o ano fiscal.As ações da Wal-Mart caíam cerca de 1,8% depois da primeira hora de operações em Wall Street, e eram negociadas a US$ 44,27 por título.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.