Lucro da Xerox no trimestre supera estimativas

A norte-americana Xerox Corp. anunciou um lucro líquido de US$ 105,0 milhões (US$ 0,05 por ação) no terceiro trimestre de 2002, ante um prejuízo líquido de US$ 32,0 milhões (US$ 0,05 por ação) em igual período do ano passado. As vendas no trimestre caíram para US$ 3,79 bilhões, de US$ 4,05 bilhões em 2001. O resultado do período inclui um encargo de reestruturação de US$ 0,06 por ação. O resultado de US$ 0,05 por ação excedeu a estimativa da Thomson First Call era de um lucro por ação de US$ 0,02 no trimestre, impulsionado por melhores margens e maior demanda por produtos. A empresa informou que as margens brutas melhoraram em 4,4 pontos percentuais para 42%, já que os custos gerais, administrativos e de vendas caíram US$ 15 2 milhões, ou 13%. A companhia ainda estima que a incerteza econômica exercerá impacto sobre a sua receita no quarto trimestre. Contudo, a Xerox prevê uma melhora da receita no quarto trimestre, parcialmente, em razão da melhora significativa das vendas de equipamentos, em vista de lançamento de novos produtos.A companhia também continua reduzindo custos e cortou sua força de trabalho mundial em 1.600 para 69.900 pessoas no terceiro trimestre. No início deste mês, juiz federal ordenou à Xerox o pagamento de US$ 284 milhões a ex-funcionários, como indenização por pagamentos feitos a menor de benefícios de aposentadoria. A decisão ocorreu em uma época em que a empresa continua sofrendo pressão com sua volumosa dívida e forte concorrência em seus mercados de impressão e copiadoras. Além disso, investigadores federais dos EUA estão examinando as práticas contábeis passadas da Xerox, com a empresa enfrentando ações judiciais de acionistas. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.