finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Lucro de bancos supera todos os outros setores juntos no 3º tri

Economática mostra que resultado do setor financeiro foi de R$ 6,926 bilhões, contra R$ 6 bi dos outros setores

Da Redação,

24 de novembro de 2008 | 12h06

O lucro dos 15 bancos de capital aberto que operam no País superou, pela primeira vez no governo Lula, o resultado de todos os outros setores no terceiro trimestre, segundo levantamento da consultoria Economática. De acordo com os dados, o setor financeiro somou lucro de R$ 6,926 bilhões no período, contra R$ 6,0 bilhões de todas as 201 empresas não-financeiras - sem considerar os resultados das estatais Petrobras e Eletrobrás e da mineradora Vale. Entre as companhias não-financeiras, o setor mais lucrativo no trimestre passado foi o de Energia Elétrica. Conforme o estudo, 29 empresas de energia com ações na Bolsa registraram lucro combinado de R$ 2,94 bilhões de julho a setembro. Na ponta oposta ficou o setor de Papel e Celulose, em que sete empresas tiveram juntas um prejuízo de R$ 2,66 bilhões - os resultados das empresas dessa indústria foram prejudicados por expressivas perdas com instrumentos financeiros derivativos, notadamente a Aracruz, maior produtora mundial de celulose branqueada de eucalipto.  Outros setores que apresentaram prejuízo no terceiro trimestre foram o Químico (com perda de R$ 924 milhões) e o de Alimentos e Bebidas (com R$ 12 milhões), segundo a Economática. Já entre os destaques positivos ficaram, ao lado do setor elétrico, a indústria de Siderurgia e Metalurgia, com lucro de R$ 1,823 bilhão nos três meses até setembro, e o de Telecomunicações, com ganho de R$ 1,288 bilhão no período.

Tudo o que sabemos sobre:
BancosEnergiaLucro de Empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.