Lucro do ABN-Amro subiu 9,8% no primeiro semestre

O banco holandês ABN-Amro obteve no primeiro semestre de 2005 um lucro líquido de 1,882 bilhão de euros, o que constitui um aumento de 9,8% em relação a igual período do ano anterior. Nos primeiros seis meses deste ano, o lucro operacional líquido subiu 16,5%, para 1,918 bilhão de euros, informou a empresa em comunicado.O ABN-Amro conseguiu um Ebitda (lucro antes de juros, amortizações e impostos) de 2,622 bilhões de euros, o que representa um aumento de 18,8% em relação ao primeiro semestre de 2004, quando havia sido de 2,208 bilhões de euros. Os custos da empresa aumentaram 7,2%, devido sobretudo às despesas crescentes no Brasil e na Holanda.O lucro líquido do segundo trimestre de 2005 foi de 987 milhões de euros, o que constitui um aumento de 10,3% a respeito dos três primeiros meses do ano. O presidente da entidade bancária, Rijkman Groenink, comentou que "os bons resultados do primeiro semestre de 2005 são um sinal animador do êxito do enfoque estratégico" da empresa.

Agencia Estado,

01 de agosto de 2005 | 12h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.