Lucro do Banco do Brasil cresce 31,8%

O Banco do Brasil (BB) registrou lucro líquido de R$ 1,421 bilhão no primeiro semestre do ano, com crescimento de 31,8% em relação ao resultado do mesmo período de 2003 (R$ 1,078 bilhão). O conselho de administração da instituição aprovou ontem as demonstrações financeiras bem como a distribuição de juros sobre o capital próprio, a título de dividendos, referentes ao semestre. Os juros serão pagos em 30 de agosto atualizados com encargos financeiros equivalentes à taxa Selic, a partir do encerramento do balanço até o pagamento. Os valores atualizados até hoje eqüivalem a R$ 0,62697 por ação ordinária. O cálculo dos juros sobre o capital próprio terá como base a posição acionária de 17 de agosto, sendo as transferências de ações, a partir de amanhã efetuadas "ex" juros.Retorno sobre patrimônio líquido fica em 23,9%O lucro de R$ 1,421 bilhão alcançado no primeiro semestre deste ano correspondeu a um retorno sobre o patrimônio líquido médio anualizado de 23,9%. O lucro por ação, segundo o BB, atingiu o valor de R$ 1,94, contra R$ 1,47 no primeiro semestre de 2003. O índice de Basiléia fechou o primeiro semestre do ano em 14,5%, contra o mínimo exigido pelo Banco Central de 11%. O índice de 14,5% dá ao BB uma possibilidade de alavancagem de R$ 39,7 bilhões. O resultado bruto da intermediação financeira obtido pelo banco no primeiro semestre ficou em R$ 4,834 bilhões. O valor é 21,6% maior que o resultado do mesmo período do ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.