Lucro do banco Goldman Sachs cai 11% para US$ 2,09 bi

O banco de investimentos americano Goldman Sachs registrou uma queda de 11% no lucro líquido do segundo trimestre comparado ao mesmo período do ano passado. O resultado diminuiu para US$ 2,09 bilhões (US$ 4,58 por ação), contra US$ 2,33 bilhões (US$ 4,93 por ação) no segundo trimestre de 2007. Em relação ao primeiro trimestre, o banco obteve um crescimento de 38% no lucro líquido, que era de US$ 1,51 bilhão (US$ 3,23 por ação) naquele período.A receita líquida atingiu US$ 9,42 bilhões, 7% abaixo dos US$ 10,18 bilhões do segundo trimestre do ano passado. No primeiro trimestre deste ano, a receita líquida havia ficado em US$ 8,33 bilhões. A média das projeções de analistas consultados pela Thomson-Reuters era de um lucro de US$ 3,42 por ação, sobre uma receita de US$ 8,74 bilhões."Dadas as condições difíceis do mercado, estamos particularmente satisfeitos de conseguir divulgar fortes resultados no segundo trimestre", disse o presidente do Goldman Sachs, Lloyd C. Blankfein. "Continuamos a nos beneficiar da nossa forte franquia de cliente, de um amplo e diversificado conjunto de operações e do profundo compromisso e da experiência de nossas pessoas", afirmou. "Somos realistas sobre os desafios de mercado que enfrentamos, mas as épocas de deslocamento do mercado também produzem oportunidades, e continuaremos a tirar vantagem das mais atraentes entre as que surgirem." As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.