finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Lucro do Bank of America sobe 5% com ganhos em ações

O Bank of America, segundo maiorbanco dos Estados Unidos, informou nesta quinta-feira umaelevação de 5 por cento no lucro trimestral, impulsionada pelosganhos com ações. O investimento no mercado acionário ajudou a contrabalançaro das perdas com crédito e o lucro mais baixo com o varejobancário, principal atividade da instituição. O lucro líquido no segundo trimestre aumentou para 5,76bilhões de dólares, ou 1,28 dólar por ação, em comparação comresultado de 5,48 bilhões de dólares, ou 1,19 dólar por ação,registrado no ano anterior. Excluindo itens extraordinários, o lucro foi de 1,30 dólarpor ação e, de acordo com o Reuters Estimates, superou aprevisão média de analistas em 0,10 dólar por ação. A receita cresceu 7 por cento, para 19,56 bilhões dedólares. Analistas esperavam, em média, 18,49 bilhões dedólares. As despesas sem contar juros subiram 4 por cento, para 9,09bilhões de dólares. O lucro cresceu "apesar de contratempos desafiantes", disseo diretor-executivo Kenneth Lewis em comunicado. "Os investimentos em uma série de atividades (e os ganhoscom ações) estão gerando resultados que mais do que compensam aredução do spread --que virtualmente impacta todas as nossasatividades-- e apontam para custos de crédito maisnormalizados." O Bank of America manteve provisões de 1,81 bilhão dedólares para perdas com crédito, 80 por cento a mais do que noano anterior. Os ganhos com investimento em ações mais do quedobraram, de 699 milhões de dólares para 1,83 bilhão dedólares. Na quarta-feira, o JPMorgan Chase, terceiro maior banco,informou aumento de 20 por cento no lucro trimestral, para 4,23bilhões de dólares. O Citigroup, maior banco, divulgará osresultados na sexta-feira. (Por Jonathan Stempel)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.