Lucro do BB cresce 26%, para R$ 1,014 bilhão no 2º trimestre

O Banco do Brasil (BB) apresentou lucro líquido de R$ 1,014 bilhão no segundo trimestre do ano, com crescimento de 26,0% na comparação com o mesmo período de 2004. No semestre, a instituição lucrou R$ 1,979 bilhão, com expansão de 39,3% em relação a igual intervalo de 2004. O resultado do trimestre correspondeu a retorno sobre o patrimônio líquido anualizado de 29,6% e lucro por ação de R$ 1,27. No mesmo intervalo de 2004, a rentabilidade havia sido de 27,7%.O índice de eficiência encerrou o segundo trimestre em 49,6%, contra 56,1% no primeiro trimestre e 59,0% no mesmo período do ano passado. O índice de cobertura de despesas com pessoal atingiu 119,6%, superior aos 97,9% observados no período de janeiro a março e aos 98,1% registrado em igual intervalo de 2004.O resultado bruto da intermediação financeira foi de R$ 2,770 bilhão no segundo trimestre, com expansão de 14,42%. A provisão para créditos de liquidação duvidosa cresceu 1,75%, para R$ 1,222 bilhão. As receitas de prestação de serviços subiram 17,41%, para R$ 1,929 bilhão no segundo trimestre do ano.As despesas de pessoal somaram R$ 1,722 bilhão de abril a junho, com queda de 11,78%. No final do trimestre, o patrimônio líquido do BB estava em R$ 15,393 bilhões, com aumento de 19,7% em relação a junho de 2004.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.