Lucro do BB cresce 28,5% para R$ 616 milhões no trimestre

O Banco do Brasil fechou o primeiro trimestre deste ano com lucro líquido de R$ 616 milhões, equivalente a um crescimento de 28,5% sobre os R$ 479 milhões obtidos em igual período de 2003. O resultado bruto da intermediação financeira da instituição subiu 1,9%, para R$ 2,414 bilhões. A provisão para créditos de liquidação duvidosa (PCLD) aumentou 92,4%, alcançando R$ 1,359 bilhão. As receitas com prestação de serviços somaram R$ 1,553 bilhão, com aumento de 27,5%. Outras despesas administrativas tiveram redução de 3,8%, para R$ 1,170 bilhão no primeiro trimestre deste ano. Em 31 de março, o patrimônio líquido do banco estava em R$ 12,686 bilhões. (Graziella Valenti)Ativos totaisO Banco do Brasil informou que o retorno sobre patrimônio líquido médio no primeiro trimestre deste ano atingiu 21,3% - mesmo índice obtido nos três primeiros meses de 2003. No quarto trimestre do ano passado, esse indicador alcançou 23,1%. Os ativos totais do BB fecharam março deste ano em R$ 231,105 bilhões, equivalente a um aumento de 10,5% sobre os R$ 209,240 bilhões registrados em março do ano passado.A carteira de crédito do Banco do Brasil cresceu R$ 13,9 bilhões, com expansão de 21,2% em relação a março de 2003. O BB afirma que manteve a liderança absoluta na concessão de crédito no Brasil com saldo de R$ 79,6 bilhões investidos no setor produtivo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.