Lucro do BBVA nas Américas sobe 41,98% no semestre

O grupo espanhol BBVA informou nesta quarta-feira que seu lucro em todo o continente americano aumentou 41,98% nos seis primeiros meses do ano, para 1,106 bilhão de euros (US$ 1,396 bilhão). Esse número representa praticamente um terço do total de US$ 3,336 bilhões de euros (US$ 4,210 bilhões) obtido pelo grupo no período - lucro 84% maior em comparação ao mesmo período do ano anterior.A entidade afirmou que, excluindo o 1,157 bilhão de euros (US$ 1,460 bilhão) em acréscimos extraordinários, o peso da América supera os 50,7%.O BBVA destacou que os resultados do primeiro semestre foram influenciados positivamente pela valorização do euro frente ao dólar e ao peso, assim como a evolução de sua filial mexicana Bancomer, que aumentou seus resultados em 47,3%, para 720 milhões de euros (US$ 1,262 bilhão).Países Muito longe deste número estão os 98 milhões de euros (US$ 124 milhões) que o grupo ganhou na Argentina, 33,8% a mais, e os 61 milhões de euros (US$ 77 milhões) da Colômbia, 92,6% a mais.A Venezuela obteve 44 milhões de euros (US$ 55,5 milhões), 43,1% a mais; o Chile alcançou 36 milhões de euros (US$ 45,4 milhões), 15,9% a mais; e o Peru, 29 milhões de euros (US$ 36,5 milhões).Nos Estados Unidos, onde o BBVA desenvolve um grande plano de expansão, o lucro superou os 27 milhões de euros (US$ 34 milhões), 17,9% a mais, em um semestre no qual se abordaram duas novas compras: o Texas Regional Bancshares e o State National Bancshares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.